As expectativas para o UFC 198 estão altas. Não é para menos – este será o maior card de MMA já apresentado no Brasil. Com uma lista repleta de grandes astros e também de promessas do mundo da luta, uma baixa chamou a atenção e decepcionou alguns fãs do esporte: Anderson Silva não poderá enfrentar Uriah Hall. Esta poderia ser a volta por cima de Spider, após uma sequência polêmica envolvendo a perda do cinturão, um caso de doping e uma derrota impressionante para Michael Bisping.

and.pngAnderson Silva teve de deixar o card do UFC 198 às pressas, na semana do evento, por conta de problemas de saúde (Crédito: Reprodução Facebook)

Anderson precisou deixar o espetacular card por conta de uma inflamação na vesícula. Durante a preparação para a luta, já nesta semana, o atleta começou a sentir dores e incômodos. O resultado foi uma internação às pressas e operação para resolver o problema de saúde. Após passar pelo procedimento, o lutador passa bem e deve ter alta já nesta sexta-feira, mas deixa os fãs, mais uma vez, órfãos de suas belas atuações no octógono.

2.png

Werdum faz a luta principal da noite, contra Stipe Miocic (Crédito: Reprodução Instagram)

Ainda assim, a ausência do duelo entre Spider e Hall, não tirou a beleza e a importância da edição de número 198 do Ultimate. A grande luta da noite será disputada por Fabrício Werdum, campeão dos pesos pesados, contra Stipe Miocic. O duelo chega à Curitiba com um gostinho de mal entendido, que pode apimentar ainda mais a disputa: o brasileiro faria a defesa de cinturão contra Cain Velásquez, no UFC 196. O americano, no entanto, sofreu uma lesão nas costas e teve de se retirar do evento. Seu substituto foi Miocic. Logo em seguida, Werdum também se lesionou e deixou a luta, gerando diversas críticas do adversário.

3.png

Os brasileiros do UFC 198, em foto promocional, quando Spider ainda estava escalado para enfrentar Uriah Hall (Crédito: Reprodução Instagram)

Se a luta principal promete grandes emoções, as demais também não ficam por baixo. Um duelo de brasileiros promete agitar a Arena da Baixada: Vitor Belfort e Ronaldo Jacaré, ambos lutando por uma chance direta de disputar o cinturão. Este pode ser, de fato, o passaporte do vencedor rumo a uma luta da noite. O “Fenômeno” tenta reencontrar o título, enquanto Jacaré busca sua primeira chance.

No card preliminar, Demian Maia encara Matt Brown. Sem lutar desde agosto do ano passado, Rogério Minotouro encara Patrick Cummins, enquanto Warlley Alves pega Bryan Barbarena. Maurício Shogun enfrenta Corey Anderson.

No meio de tantos homens, uma mulher se destaca. Cris Cyborg finalmente fará a sua estreia no UFC. Campeã peso-pena do Invicta FC desde 2013, a brasileira fará a sua primeira disputa no Ultimate contra Leslie Smith. Os fãs esperam que, caso vença, a lutadora consiga um passaporte direto para uma disputa de cinturão na organização ou ainda um confronto contra Ronda Rousey.

Com tantas atrações, o UFC 198 foi sucesso de vendas – todos os 45 mil ingressos foram comprados em pouco mais de um dia. A Arena da Baixada estará lotada, no dia 14 de maio, para receber algumas das maiores estrelas do MMA mundial.

Por: Renata Amaral

Anúncios