Por Mayara Mendes

1959276_606459172765354_1458833252_n

O filme Alemão, de José Eduardo Belmonte, conta a história fictícia de cinco policiais que se infiltram no Complexo do Alemão em novembro de 2010, um pouco antes da invasão policial para a instalação da Unidade de Polícia Pacificadora. No entanto, ao serem descobertos por traficantes começam uma fuga que baseia todo o roteiro do filme.

Com cenas fortes de violência, o filme mostra cenas de tortura e mortes de maneira explícita. Um ponto interessante é a representação do verdadeiro arsenal de armas conseguido por traficantes da cidade, ao mostrar nas cenas de confronto granadas e outras armas de guerra.

O filme também fez uso do humor nas narrativas, principalmente através do ator Jefferson Brasil, que interpreta Senegal, braço direito do chefe do tráfico Playboy (Cauã Reymond). AS obra também conta com a participação do cantor de funk Mc Smith, que chegou a ser realmente preso na ocupação em 2010 por apologia ao tráfico, mas foi inocentado posteriormente.

Apesar de enfatizar um caráter heroico da Polícia Militar em um momento em que o que se vê na sociedade é turvo e contraditório a isso, o filme também tem seu caráter de denúncia. Isso é mostrado na cena em que um informante leva um recado do governo diretamente para Playboy e também pelas cenas de protesto e as frases escritas em tela preta no fim do filme.  Apesar disso, Alemão tem um aviso de que não é um retrato da realidade e sim uma obra totalmente fictícia. No entanto, de real o filme parece ter muito.

Anúncios