Por Nathália Larghi

Torcida comparece em peso, o time responde jogando em alto nível e o Flamengo se classifica para a Copa Libertadores da próxima temporada

Foto: Reprodução

Com um gol de Elias e um do iluminado Hernane Brocador, o Flamengo derrotu o Atlético-PR por 2 a 0, faturou o tricampeonato da Copa do Brasil e se tornou o primeiro time a conquistar um título no novo Maracanã. E os elementos mais marcantes do jogo foram dignos de uma grande final: o artilheiro brilhou, a torcida deu show, os jogadores se estranharam e os gols custaram a sair. Ou seja, não faltou emoção.

O primeiro gol veio dos pés do volante Elias e foi marcado aos 41 mniutos do segundo tempo, após boa jogada de Paulinho, que driblou o zagueiro e deixou a bola sobrar para o ex-corinthiano bater. Como o primeiro jogo terminou em 1 a 1, o Atlético-PR poderia empatar a levar a disputa do título para os pênaltis. Mas mesmo com o jogo no final, o Mengão continuou pressionando. Tanto o fez que aos 49 minutos a estrela do artilheiro Hernane Brocador brilhou mais uma vez. Com assistência de Luiz Antonio, o atacante dominou e tocou no canto esquerdo do adversário. A partir daí, Hernane só precisou comemorar aos gritos de: “Acabou! Acabou!”.

Apesar de os gols terem custado a sair, o Flamengo dominou a partida, principalmente na segunda etapa, e foi graças à boa atuação do goleiro Weverton que os atleticanos não foram goleados. O rubro-negro carioca explorou bastante as laterais e o capitão Léo Moura chamou a responsabilidade e armou boas jogadas, especialmente no primeiro tempo. Pra quem esperava que o Brocador só empurrasse a bola para o gol se surpreendeu. Hernane também deu bons passes e lançamentos e tentou ajudar o ataque também como coadjuvante. O volante Luiz Antonio também foi um dos destaques do time carioca, criando boas oportunidades e distribuindo a bola no meio de campo. Por outro lado, quem esperava que Elias fizesse essa função teve de se contentar com um volante mais atrasado e tentando ajudar mais na marcação. Porém, mesmo sumido, o jogador se redimiu marcando o primeiro gol do Mengão.

O Atlético-PR – Assim como alguns jogadores do Fla, o Furacão também surpreendeu, só que negativamente. O veterano Paulo Baier mal tocou na bola e apesar da boa atuação do zagueiro Luiz Alberto, a defesa teve muitas dificuldades. Com uma marcação por zona, em inúmeras vezes os paranaenses pecaram e deixaram as laterais livres, sendo envolvidos pela troca de passes e movimentação do ataque carioca, o  que pode ser claramente percebido no lance do primeiro gol O Atlético cricou poucas oportunidades de gol e a evolução do time em campo era lenta, o que permitia ao Flamengo reestruturar sua defesa e ajeitar a marcação – com destaque para o zagueiro Wallace, que foi seguro e consciente durante todo o jogo.

Depois de amargar as posições mais baixas da tabela do Brasileirão quando estava sob o comando de Mano Menezes, o Flamengo conseguiu se recuperar com o modesto treinador Jayme de Almeida e irá disputar a Copa Libertadores da América da próxima temporada. E os rivais que se preparem, principalmente o Botafogo, 5o colocado do Brasileirão, que pode ver a vaga para a competição continental escapar, porque o secador do Mengão também estará ligado. Confira os melhores momentos e a comemoração do título! 

Anúncios