Por Juliana Caldeira

nfc

Uma novidade está chamando a atenção dos cariocas: o pagamento de passagens de ônibus, trens, barcas e vans legalizadas poderão ser feitas apenas com o smartphone. O sistema irá funcionar da seguinte forma: através da tecnologia NFC (Near Field Communication), o usuário precisará apenas instalar um aplicativo no seu telefone, que adicionará créditos em uma data específica. Para passar na roleta, basta apenas aproximar o smartphone na máquina, sem a necessidade de abrir o aplicativo do RioCard.

O projeto já está sendo testado pela Fetranspor, a federação que reúne sindicatos e empresas de meios de transporte do Rio de Janeiro. As recargas poderão ser feitas diretamente na condução ou nos terminais de autoatendimento da RioCard, e se os créditos acabarem antes do prazo, será possível comprar mais. O objetivo é eliminar os bilhetes e cartões usados atualmente. Por enquanto, somente o Metrô está fora do sistema NFC.

A tecnologia NFC está se mostrando cada vez mais útil no dia a dia. Para esse experimento, a tecnologia possibilita levar o padrão de comunicação por aproximação usado nos cartões para o telefone, através do próprio SIM do smartphone. Assim, não será preciso substituir as máquinas usadas nas catracas.

Cerca de 50 funcionários das companhias da Fetranspor estão participando dos testes e, por enquanto, somente aparelhos do modelo Razr D3, da Motorola  estão habilitados. Após três meses, será feita uma avaliação final da tecnologia, para que assim ela possa ser implantada em outros modelos.

Além da RioCard e da Motorola, fazem parte do projeto a Gemalto, fabricante dos chips instalados nos smartphones, a consultora GSMA, e as operadoras Vivo, Claro, Tim e Oi, que ajudaram na sincronização do NFC.

Anúncios