Por Luiza Gould

Eles nos ensinam a ler, escrever, entender, conhecer o mundo, pensar de maneira diferente. Pacientes, estão sempre prontos a parar o que estão fazendo para explicar de novo o que já foi apresentado e nas pequenas atitudes conseguem mudar realidades ao mesmo tempo em que aprendem com seus alunos. Tudo isso enfrentando as dificuldades cotidianas da profissão. Em homenagem ao dia deles, 15 de outubro, conheça agora filmes inspirados na história de professores reais que fizeram a diferença com o seu trabalho.

Além da sala de aula
A atriz Emily VanCamp interpretou Stacey Bess (segunda foto), professora que mudou a vida de crianças de abrigo

Além da Sala de Aula (Beyond the Blackboard)– Stacey Bess é uma professora de 24 anos recém formada que acaba de conseguir seu primeiro emprego: dar aulas a crianças em um abrigo para moradores de rua. Ela se depara, no entanto, com grandes desafios, como uma

sala de aula sem nenhuma estrutura, falta de material escolar além da desmotivação de alunos e pais. Mas pouco a pouco a professora consegue conquistar as crianças e mudar a vida delas. Tirando recursos do seu próprio orçamento e enfrentando a burocracia, ela reforma o local de trabalho, cria um plano de ensino para suprir as diferenças no nível de aprendizado das crianças, pessoalmente as acorda para as aulas e ainda consegue a parceria dos pais, até então indiferentes à educação dos filhos. Baseado em uma história verídica o filme tem no papel principal a atriz Emily VanCamp. Veja o trailer aqui. Veja entrevista com atores e com a Stacey da vida real aquiStacey Bess

Primeiro da Classe (Front of the class)– Ao todo foram 24 nãos. Vinte e quatro escolas que recusaram ter em seu quadro de professores, Brad Cohen. Mas ele não se deixou abater. Convivendo desde a infância com os preconceitos pela sua Síndrome de Tourette, Brad nunca desistiu de tentar o que sempre quis fazer: ensinar. Depois de conseguir uma chance, o professor com seu jeito característico de dar aulas, passa a ser o mais procurado entre os alunos, ganha o prêmio de Professor do Ano e mostra que os tiques, barulhos estranhos e espasmos não são empecilho quando se tem um sonho. O filme é protagonizado por James Wolk. Veja o trailer aqui

Escritores da Liberdade (Freedom Writers) e O Grande Desafio (The Great Debaters)

Em um contexto de violência e discriminação ao diferente, a turma assumida pela professora Erin Grunwell é vista como problemática. Com alunos negros, brancos, orientais e latinos, a sala de aula é um local de embate assim como as ruas, onde brigas entre gangues são responsáveis por mortes diárias. E para completar, Erin é para os alunos, a figura da dominação branca. Apesar de todos esses problemas, a professora consegue ganhar a admiração da classe se mostrando aberta a entender e ouvir a história de vida de cada um. Além de criar dinâmicas de grupo ela distribui diários para os alunos escreverem fatos que marcam o dia-a-dia deles e faz todos se encantarem pela leitura, depois de apresentá-los ao livro O Diário de Anne Frank. Hilary Swank faz o papel da personagem central do filme Escritores da Liberdade, inspirado em eventos verdadeiros relatados no livro The Freedom Writers Diaries. O livro é resultado dos relatos da professora Erin Gruwell e de seus alunos. Veja o trailer aqui.

Denzel Washington atuou e dirigiu no filme O Grande Desafio: história da primeira equipe de alunos negros a disputar um debate contra turma de brancos/ Foto: Reprodução
Denzel Washington atuou e dirigiu no filme O Grande Desafio: história da primeira equipe de alunos negros a disputar um debate contra turma de brancos/ Foto: Reprodução

Outra produção que trata da temática das diferenças e preconceitos, lançada em 2007, no mesmo ano de Escritores da Liberdade, é O Grande Desafio. A trama gira em torno da história da primeira equipe negra a desafiar a tradicional Universidade de Harvard em uma competição nacional de debates, na qual alunos precisam defender pontos de vista diante de temas escolhidos previamente. Melvin B. Tolson é o professor de literatura da Willey College, escola somente para negros do Texas, e seleciona os seus melhores alunos para participar do torneio. Juntos, eles superam expectativas e barram limites impostos por uma sociedade racista, onde o linchamento de negros era uma realidade, assim como as Leis Jim Crow, do Sul dos Estados Unidos, que determinavam a divisão em instalações separadas para negros e brancos em escolas e demais lugares públicos. Usando a palavra como arma, o professor fomenta nos alunos a vontade de lutar contra injustiças. O ator Denzel Washington, também diretor do longa, levou o Oscar por sua atuação como Melvin Tolson. Veja o trailer aqui.

Melvin B. Tolson da vida real: professor que desafiou sistema racista dos Estados Unidos mostrou aos alunos ser possível vencer injustiças/ Foto: Reprodução
Melvin B. Tolson da vida real: professor que desafiou sistema racista dos Estados Unidos mostrou aos alunos ser possível vencer injustiças/ Foto: Reprodução
Anúncios