Por Thais Ximenes

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Após 23 anos no ar, a MTV Brasil encerrou as atividades no dia 30 de setembro. Pelo menos, a MTV Brasil que você e eu crescemos assistindo. O baixo faturamento aliado a baixa audiência registrada foram uns dos motivos que levaram o Grupo Abril – detentor da marca no Brasil – a devolvê-la para Viacom – proprietária da marca no resto do mundo. Isso significa que a MTV deixa de ser um canal aberto e só será exibido na TV a cabo.

A crise da MTV começou ainda em 2009 quando as contas da emissora começaram a ficar no vermelho. Os anos seguintes foram marcados pela saída dos grandes nomes do canal nos últimos anos. Marcelo Adnet, Tatá Werneck e Dani Calabresa deixaram a MTV para trabalhar na televisão aberta. Em 2012, foi anunciada a última edição do VMB – prêmio de música que era organizado desde 1995. O alto custo do evento foi o motivo para o seu fim.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A exibição da nova MTV começou no dia seguinte e promete uma programação para o público jovem, bem parecido com o que é exibido hoje na televisão norte-americana. Os dois nomes de peso do “novo canal” são Fiuk e Supla. O primeiro, ao lado do comediante Patrick Maia, apresenta o Coletivation, uma espécie de jornal diário sobre entretenimento e celebridades. O segundo está na atração “Papito in Love”, um reality-show que procura uma namorada para o roqueiro cinquentão.  Além de programas nacionais, o canal também exibirá séries norte-americanas dubladas. Agora, resta saber se a nova MTV conseguirá influenciar os jovens de hoje da mesma maneira que influenciou os das últimas duas décadas.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Vídeo de encerramento do canal

Confira momentos marcantes na história da emissora.

Anúncios