Este slideshow necessita de JavaScript.

Por Karina Lopes

Sebastião Salgado- GALAPAGOS/Ecuador . 2004
Sebastião Salgado- GALAPAGOS/Ecuador . 2004

Considerado um dos maiores fotógrafos brasileiro Sebastião Salgado apresenta exposição com 245 fotos do seu mais recente trabalho, ‘Genesis’. Neste trabalho, que levou oito anos para ser concluído, o fotógrafo registrou lugares intocados pela civilização moderna. Os personagens variam de comunidades tribais na África, a pinguins do gelado Alaska. A exposição é divida em cinco seções: Planeta Sul, Santuário, África, Terras do norte, Amazônia e Pantanal. O foco do trabalho gira em torno do planeta em que vivemos, da natureza e da beleza das coisas intocadas, que segundo Salgado, é preciso preservar. Além da exposição, o trabalhou ganhou uma edição especial em livro, feita pela editora Taschen.   

Sebastião Salgado- OMO VALEY/Ethiopia . 2007

Em entrevista recente ao programa Roda Viva, da Tv Brasil, Sebastião Salgado afirmou que teve a intenção de através destas fotos, contar a história da grandeza e da dinâmica do planeta, onde deixa clara a sua relação com a natureza. Além de Genesis, o fotógrafo também é conhecido por outros trabalhos grandiosos como Êxodo e Trabalhadores. Economista de formação, Sebastião Salgado só descobriu a fotografia aos 29 anos, quando fazia uma viagem à África pela Organização Internacional do Café (OIC). Na década de 80, Salgado, já estabelecido como fotógrafo, passou a integrar o time da Magnum, uma das mais importantes agências de fotografia do mundo. Com apoio incondicional de sua mulher, curadora e produtora, Lélia, Sebastião Salgado fundou em 1994 sua própria agência, a Amazonas Images.

Ganhador de importantes prêmios, Sebastião Salgado é hoje um símbolo do fotojornalismo em nosso país. Em ‘Genesis’, é possível perceber a relação intrínseca entre o fotógrafo e sua câmera, como ele mesmo diz: “ali está a história da minha vida”.  A exposição ficará em cartaz até o dia 1/12, em São Paulo, no SESC Belénzinho

Anúncios