BlackBerry é vendida por R$ 4,7 bilhões
BlackBerry é vendida por US$ 4,7 bilhões

Por Natasha Dias

Após anunciar na semana passada que cortaria um terço de sua força de trabalho, a BlackBerry concordou, na última segunda-feira (23), em ser adquirida por um consórcio liderado pelo banco de investimentos Fairfox Financial Holdings, maior acionista da empresa. A venda ficou em US$ 4,7 bilhões.

A empresa canadense vem sofrendo com a forte concorrência de aparelhos iOS e Android. As ações caíram US$ 0,60 na bolsa de Toronto e estavam sendo negociadas a US$ 8,48. Segundo a companhia, o prejuízo operacional em seu trimestre fiscal encerrado em 31 de agosto ficará entre US$ 950 milhões e US$ 995 milhões.

Outro anúncio da BlackBerry foi a suspensão do lançamento do BlackBerry Messenger (BBM) que serviria para plataformas iOS e Android. A explicação da empresa é que a decisão foi tomada devido ao vazamento de uma versão não autorizada do aplicativo. Entretanto, analistas acreditam que o cancelamento aconteceu pelo fato de os servidores da empresa não suportarem o grande fluxo de requisições de download.

Anúncios