Por Bárbara Fernandes

americanhorrorVocê está se perguntando o porque do nome desse texto, não está? É só para provar que minisséries, assim como minissaias, podem ser a melhor invenção de todos os tempos. Fato facilmente verificável se pensarmos no sucesso tremendo que American Horror Story, minissérie de terror criada por Ryan Murphy – mesmo showrunner de Glee e The New Normal – está fazendo.

American Horror Story, é uma novidade no mundo da ficção. O formato é de série, mas as temporadas são como minisséries independentes. Além da história que assusta por ser tão doentia. A primeira temporada ocorre nos dias atuais e tem como plot principal uma família que se muda para uma mansão assombrada pelos antigos moradores. A segunda temporada, intitulada Asylum, traz histórias que parecem divergentes, como et’s, médicos malucos, freiras com passados duvidosos, convivendo em uma instituição psiquiátrica para criminosos insanos no ano de 1964. O sucesso pode ser visto nos altos índices de audiência e indicação para prêmios como o Globo de Ouro.

Os britânicos também valorizam o formato. O exemplo é Downton Abbey, que se passa em uma propriedade fictícia de Yorkshire, e segue os Crawley, uma família rica inglesa do início do século XX. A série recebeu o título de melhor minissérie no Emmy 2011 e no ano seguinte, venceu a mesma categoria do Globo de Ouro.

Mas não precisamos ir a outros países para vermos exemplos dessas histórias sucintas fazendo sucesso. O Brasil tem um grande histórico de qualidade em suas minisséries. Baseadas em livros clássicos nacionais, como Capitu de Dom Casmurro, traduzida para a telinha e exibida em 2008 em cinco capítulos, contando a vida de grandes celebridades nacionais, como Maysa – quando fala o coração e Dercy de Verdade, ou passando por histórias que retratam períodos políticos do país, como JK, Um só coração ou Guerra dos Canudos, as minisséries brasileiras são maneiras audiovisuais brilhantes de se contar a história do nosso país.

Por isso, indicamos que você, que não tem muito tempo para se envolver com séries de longas temporadas e muitos episódios, invista com tudo nas minisséries. Que como as minissaias, ficarão aí por muito tempo.

Anúncios